Compartilhar
Share on Google+
Justiça Federal do DF suspende propagandas sobre reforma da Previdência


30/11/2017

Justiça Federal do Distrito Federal suspendeu nesta quinta-feira (30) a veiculação de propagandas do governo federal sobre a reforma da Previdência Social. A decisão tem eficácia imediata e vale para todo o país.

Procurada, a Advocacia Geral da União (AGU) informou que recorrerá contra a decisão assim que for intimada.

A decisão da Justiça Federal foi emitida às 17h, e o governo, comunicado às 17h47 (de maneira eletrônica).

Na decisão, a juíza Rosimayre Gonçalves de Carvalho, da 14ª Vara Federal de Brasília, impôs, ainda, multa de R$ 50 mil por dia em caso de desobediência.

Entenda o caso

A ação foi apresentada pela Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal (Anfip) contra anúncios na TV, rádio, jornais, revistas, internet e outdoors da campanha "Combate aos Privilégios".

Nas propagandas, o governo diz que, com o "corte de privilégios", o país terá mais recursos para cuidar da saúde, educação e segurança. A Anfip, porém, argumenta que as peças não têm cunho educativo, como manda a Constituição, e apresentam mensagem "inverídica" sobre as mudanças nas regras de aposentadoria.

Ao analisar o caso, a juíza Rosimayre concordou com a entidade, destacando que, na propaganda, o governo promove "desqualificação de parte dos cidadãos brasileiros", em referência aos servidores públicos.

Fonte: G1






GALERIA DE FOTOS
Trabalho Decente




.: UGT DIGITAL
 
Eduardo Rodrigues DF

 
Turma aumenta indenização a gerente da Caixa que sofreu sequestro e extorsão.
 
PROGRAMA ADM RIO SINDICAL - 01/03/2016
 
UGT-DF - UNIÃO GERAL DOS TRABALHADORES DO DISTRITO FEDERAL

Fone: (61) 3244-0824
Endereço: SEP SUL EQ 707/907 - Conj. E N. 10 Sl 512, Ed. San Marino.
CEP: 70.390-078 - Brasília/DF
E-mail: ugtbrasilia@gmail.com / ugtdf@ugtdf.org.br
Site: www.ugtdf.org.br
Facebook: facebook.com/ugtbrasilia
Twitter: twitter.com/UGTDF
Desenvolvido por X3 Sistemas